sexta-feira, 18 de junho de 2010

Um grande português.




Morreu José Saramago. Estava no ginásio quando uma das televisões me deu a notícia. Fiquei aturdido. Não era propriamente um fâ incondicional do escritor, mas senti, como sentiu todo o povo português, a perda de um grande romancista, de um homem de fortes convicções políticas e morais, de um grande português.


Será sempre grande, sempre lembrado.


Notícias: i I, II, III, IV. Público I, II

1 comentário:

  1. Não concordo que todo o povo português tenha sentido a perda de um grande escritor. A verdade é que muitos - imensos! - portugueses não gostam da escrita de Saramago, porque simplesmente não a conhecem ou não a percebem. Opiniões prezam-se. Pode perfeitamente não se gostar. Já a ignorância...

    ResponderEliminar