quinta-feira, 10 de junho de 2010

Enfim...




Portugal é, efectivamente, o país dos brandos costumes, e é por isso que a nossa revolução de Abril de 74 foi tão inusitada, apanhando todos de surpresa (para além de que não foi despoletada pelo povo). Hoje, o nosso país, afinal, não está muito melhor do que a Grécia. E ninguém faz nada, a população não sai à rua, não derruba governos, não destrói, não contesta a sua situação, não declara não a aceitar, nada faz por mudar....


Tudo apático, tudo estupidificado...O primeiro-ministro continua, alegremente, tratando da sua vida pós-política (com negociatas ultra-obscuras para a produção de computadores de terceira categoria), malbaratando os magros recursos estatais que, do nosso bolso, saem extremamente caros.


Na Grécia, em França, os estudantes, os desempregados, os trabalhadores precários estão todos na rua. Aqui, a única coisa que nos faz sair de casa é um piquenique manhoso, com um cantor foleiro, num jardim antes conhecido por ser o maior "mercado da carne" de Lisboa.


Enfim....

Sem comentários:

Enviar um comentário