segunda-feira, 22 de março de 2010

A "era Pinto da Costa" chega ao fim.


Eu confesso não ser o maior fã de futebol, mas, ontem, fiquei deveras satisfeito com a vitória do Benfica. Não pelo título conquistado em si e não pela derrota brutal do F.C.Porto, mas porque me parece que marca o fim de um ciclo nas competições nacionais deste desporto.

Um ciclo marcado pelas maquinações e conspirações de Pinto da Costa para conseguir fora de campo aqui que não conseguiria dentro das quatro linhas, um período em que o F.C. Porto era, efectivamente, superior e os títulos do campeonato nacional só mudavam de dono quando este último clube os perdia e nunca por mérito real dos adversários.

Ontem, apesar de todos os planos do seu Presidente, o FC Porto foi esmagado do Algarve. Trucidado. Cilindrado. O SLB não precisou, sequer, de uma arbitragem isenta. Era vencedor desde os primeiros 15 minutos e nunca o seu adversário foi sufiente para, ao menos, suster os ataques encarnados.

Esta vitória significa um severo revés para Pinto da Costa. Atolado em cada vez mais casos de alegada corrupção e suborno, Costa contava com as vitórias desportivas para garantir o apoio e o prestígio necessário para ir, placidamente, afastando as acusações. A decadência desportiva dos azuis e brancos (cuja possibilidade de vitória no campeonato nacional é, já, somente matemática) compromete seriamente um Presidente que sempre utilizou o FC Porto como apoio financeiro e "social".

Notícia: i, Público, TVI24

1 comentário:

  1. quem escreveu este texto é anti-portista!!! Nunca haverá nenhum presidente que ganhe aquilo que ele ganhou dentro e fora de Portugal! A vossa inveja é a nossa maior força!

    ResponderEliminar