sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Eu quero ser professor! (ou Não esquecemos Maria de Lurdes Rodrigues)



Foi uma sorridente ministra da Educação que, hoje de madrugada, nos anunciou que tinha chegado a acordo com a maioria dos sindicatos representantes do corpo docente português. Não vejo razão para tantos sorrisos. Ficou garantido que os professores que obtenham a classificação (mínima) de Bom poderão ascender ao topo da carreira.

Na medida em que 99,5% dos professores receberam, este ano lectivo que passou, a classificação de Bom ou nota superior, não encontro nenhuma diferença entre o acordo alcançado e a "antiga" progressão automática na carreira.

Enfim, ninguém tinha dúvidas de que Isabel Alçada vinha fazer o papel do "polícia bom", mas era preciso malbaratar toda a luta (em parte justa e preocupada com a aprendizagem dos alunos) de Maria de Lurdes Rodrigue?

Os sorrisos da nova ministra apagam a luta da velha, mas quem se preocupa com o estado da Educação neste país não se esquece do contributo de Maria de Lurdes Rodrigues.

Sem comentários:

Enviar um comentário