sábado, 16 de janeiro de 2010

E agora Sócrates?



A anunciada candidatura de Manuel Alegre as presidenciais de 2011 é uma boa notícia para todos aqueles que são de esquerda. Em Alegre admiro mais o poeta do que o político. Acho-o presunçoso e a forma como "patinou" em Outubro de 2008 nas questões do casamento e adopção "homossexuais" não ajudaram a que a minha imagem política do histórico socialista saísse muito melhorada.

Parece-me, contudo, que é, no momento actual, a única pessoa capaz de congregar as forças à esquerda e ganhar as presidenciais ao ultra-conservador Cavaco Silva. O BE irá, com toda a certeza, anunciar o seu apoio a Alegre e o PCP seguirá o exemplo, porque ñinguém quer apresentar um candidato para ficar com um número miserável de votos. Para quem a situação fica, efectivamente, muito complicada é para o Eng. José Sócrates.

Como bem se sabe, a vitória de Cavaco Silva nas últimas eleições presidenciais foi muito do agrado do Governo PS. (Ninguém me tira da cabeça, aliás, que Sócrates encetou uma estratégia deliberada para fazer perder qualquer candidato da esquerda). Todavia, ágora Sócrates não terá qualquer hipótese senão indicar o poeta como candidato do partido. É que depois do desaire de Soares, dúvido que o líder do PS encontre alguém no seu partido disponível para repetir tão triste figura.

Vídeo: TVI24. Actualização: ionline.

1 comentário:

  1. Infelizmente estou convencido que se o Cavaco se recandidata ganha. O Alegre não pesca ninguém no centro. Vamos ter de aturar aquele burgesso mais uns anitos...

    ResponderEliminar