domingo, 13 de dezembro de 2009

Racismo policial? Não...



A propósito desta notícia, uma pequena história:

Há cerca de um mês, a PSP da Parede montou uma operação STOP na marginal. Por volta das 3h da manhã, a minha pessoa por lá passou, como quase sempre me acontece porque tenho duas carteiras, sem carta e sem BI. Para além disso, eu desconhecia quem estava no livrete como proprietário do veículo que ia a conduzir, tendo indicado uma pessoa errada. No mínimo, penso eu, apresentei um comportamento suspeito.

Mas sabem que mais? Eu sou branco, falo e comporto-me como quem é portador de alguns estudos, estava a usar camisa...enfim, o típico rapazinho classe-média que vinha de um date em Cascais no carrinho do papá. Assim sendo, o "Sr. Agente" deixou-me ir apenas com uma notificação para me apresentar na esquadra de Oeiras com os meus documentos de identificação e habilitação legal para conduzir. Nunca fui, durante todo o tempo que durou a operação, revistado, nem sequer as autoridades se preocuparam minimamente com o facto de o carro que eu conduzia poder ter sido roubado. Afinal, eu era branco e os brancos não cometem crimes.

Ao mesmo tempo que eu desfiava o meu rol de infracções, dois cidadãos de origem africana (sub-saariana) foram, também, obrigados a parar pela polícia. Imediatamente se viram abordados por dois polícias, portadores de armas automáticas. Foram minuciosamente revistados e o veículo que conduziam, praticamente, virado do avesso. Afinal, estava tudo bem. Ao contrário de mim, aquelas duas pessoas não haviam cometido nenhuma infracção. Mas nunca se sabe não é? A polícia tinha de verificar bem: eram pretos e toda a gente sabe que são eles quem comete crimes.

Enfim, vou passar sem comentários a questão do racismo, já que me parece que se trata de um exemplo óbvio de uma situação de desproporção dos meios utilizados em relação à origem étnica do cidadão.

Fica, aqui apenas uma mensagem para os traficantes de droga: quando quiserem passar droga pelo nosso belo país, escolham um rapaz branco, com bom aspecto, á frente de um carro com aspecto condizente. Mas, esperem lá, não é já isso que fazem...?

Sem comentários:

Enviar um comentário