sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

E que mal tem o casamento a 3?



Não vou, por razões mais do que óbvias (já foi amplamente explicado, tendo eu próprio abordado já o tema, e trata-se de comparações ostensivamente pouco honestas e que pretendem apenas tornar a discussão numa palhaçada), voltar a explicar por que é que o casamento entre pessoas do mesmo sexo não tem nada que ver com o casamento entre três ou mais pessoas (casamento poligâmico ou poliamoroso, consoante o sentido que as pessoas dêem à relação).

Essa comparação, mais do que absurda, é feita na pressuposição de que os casamentos entre três pessoas seriam uma coisa "maléfica". Diz-se: "se deixam que duas pessoas do mesmo sexo se casem, estão a abrir a porta aos casamentos entre três ou quatro pessoas" (v. comentários a esta notícia).

Aquilo sobre que gostava de inquirir é, afinal, o que tem de errado que três pessoas decidam estabelecer um projecto de constituição de família em comum e atestar isso perante o estado e a sociedade? Honestamente, não consigo pensar porque razão não poderão "ascender" ao estauto jurídico de casados se têm os mesmos propósitos na base da relação que estabelecem.

Sinceramente, que razão se vislumbra para a proibição do casamento "poligâmico" ou "poliamoroso"? Se não for aquela velha moral "pseudo-cristã", não estou a ver o que seja....

3 comentários:

  1. Que quem é a favor do casamento homosexual, também não vê mal no casamento, entre si, de 10 ou 15, porque não 10 milhões de pessoas já seria de prever...caso contrário cairíam em completa contradição.

    ResponderEliminar
  2. Não haveria nenhuma contradição e muitas pessoas que são favoráveis ao casamento entre pessoas do mesmo sexo não aceitam que três pessoas se casem (entre si).
    A defesa do casamento entre pessoas do mesmo sexo não se baseia na apologia da liberdade de que se realize qualquer casamento.
    Simplesmente um projecto de vida a dois, com tudo aquilo em que a mais tradicional das pessoas acredita, não se modifica porque as duas pessoas são do mesmo sexo.

    ResponderEliminar
  3. ora, ora! toda a gente sabe que nos impressos do IRS so existem dois sujeitos passivos e seria demasiado trabalhoso ter de juntar mais uma linha...


    **

    ResponderEliminar