terça-feira, 17 de novembro de 2009

Se tivessemos o sistema das purgas...



Continuo sem perceber como foi que o nazo-fascista Jaime Nogueira Pinto se conseguiu reinventar no pós-25 de Abril e regressar a Portugal depois de um abençoado período no "exílio" (classifica, assim, a criatura os tempos em que mais não fez do que fugir com o rabinho entre as pernas).

Podemos vê-lo, actualmente, defendendo Salazar e outros fascistas como se fossem homens bons, tementes a Deus e defensores da pátria. Não compreendo como pode, este senhor, ter o seu lugar num jornal de âmbito nacional e ser professor numa faculdade pública...Lembremo-nos que defendeu, ate aos anos 70 (quando já todos os fascistas se afastavam de um regime que sabiam podre e prestes a cair), o regime fascista português, criticando, mesmo, os "avanços" promovidos por Marcelo Caetano...

Tivessemos, em Portugal, aplicado o sistema das purgas e, certamente, já não teríamos de aturar o "socialista" José Miguel Júdice, a "social democrata" Maria José Nogueira Pinto ou Maria João Avilez, que se encantou, ema vez, com o elefante domesticado de Savimbi...Enfim, tiveram sorte, mas terão de ter em mente que cá estará sempre um democrata pronto para os denunciar.

2 comentários:

  1. "Não compreendo como pode, este senhor, ter o seu lugar num jornal de âmbito nacional e ser professor numa faculdade pública..."

    Eu já não estranho nada, vê-se cada aberração a ser proferida e/ou defendida por "Professores" universitários...

    E não é o José Hermano Saraiva, que ordenou cargas policias sobre estudantes e foi ministro da educação de Salazar, apresentador de programas na tv?

    E as mesmas cargas policiais sobre estudantes, em frente ao Parlamento, não ordenou a actual presidente do PSD?

    Enfim...

    ResponderEliminar
  2. Mas ao menos José Hermano Saraiva é um académico com algum nome, já Jaime Nogueira Pinto...Alguém lhe reconhece uma obra de renome? Um artigo especialmente importante? Nada, enfim, e lá está ele no "fasciscsp" como se de um grande Professor se tratasse...

    ResponderEliminar